"Eu vi o tempo brincando ao redor do caminho daquele menino"...

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

A Teoria do Amor...

Chega fim de ano e mais uma vez todos desejam a todos as mesmas velhas palavras que lembram velhos sentimentos: paz, saúde, felicidade, amor. Amor? Amor? Amor? Palavras são só palavras e tão difíceis de se entenderem, mais difíceis ainda são esses sentimentos que todos desejam a todos.
Amor? Amor? Amor? Mas o que é isso? Hoje em dia é tão fácil dizer "eu te amo" que eu não sei a que ponto a pessoa que diz sabe realmente o que isso quer dizer, e pior deve ser pra quem recebe essa frase, será que também entende tal sentimento?
Depois de muito pensar resolvi fazer uma Teoria do Amor e descobri que esse tal sentimento pode ser dividido em quatro tipos, são eles:
O Amor Tesão que deve ser aquele sentimento em que você quer ficar com uma pessoa por pura atração física, querer ter bons momentos íntimos com ela, isso é excelente, mas só momentâneo. É o "eu te amo", mas por pouco tempo.
Amor Paixão que deve ser o que acontece entre as pessoas quando elas se conhecem pela primeira vez e acham que pode rolar uma "química" entre elas. É magnífico, você não para de pensar em querer ficar com a outra pessoa, mas se não existe uma recíproca então vem a dor, o sofrimento. É o "eu te amo" loucamente e faria tudo para ficar com você, mas eu posso sofrer por causa disso.
Amor Fraterno que deve ser aquele que a gente sente pelos nossos familiares e pelos nossos amigos, este sim é grandioso. É a vontade de estar sempre disposto a ajudar os outros sem querer nada em troca, sem precisar ficar se exibindo por causa disso. É o "eu te amo" e pode contar comigo pro que for preciso.
Amor Amor que deve ser o tal amor sublime, aquele que une todos os anteriores, aquele em que duas pessoas são capazes de superar todas as adversidades e continuarem se amando. É quando o sentimento torna-se um comportamento e você passa a viver aquilo cada dia. É o "eu te amo" para sempre e vou estar contigo o tempo que for, nos momentos ruins e bons.
Amor? Amor? Amor? No entanto, estas categorias não são estanques, ou seja, você pode variar os tipos de amor com uma mesma pessoa, pode sentir tesão por ela, mas depois se transformar em fraternidade, pode se apaixonar e depois tornar aquilo em verdadeiro amor. E tudo isso é tão insensível, ter que explicar qual tipo de amor você sente por uma pessoa. Mas também tudo isso deve ter acontecido por conta de nós mesmos termos "coisificado" esse sentimento e não conseguir mais diferenciar o que realmente sentimos pelos outros. 
E acho tão feio, tão cruel, tão insensato ter que desejar tantos sentimentos em apenas um dia do ano, por que não fazemos isso sempre? Tem que esperar chegar o fim do ano para desejar bons sentimentos para o próximo ano, qual a lógica desse sistema?
Paz, saúde, felicidade, amor, no final eu desejo só sorte para as pessoas continuarem buscando seus verdadeiros desejos e sentimentos. É, na vida se deve ter muita sorte para se conseguir tudo que quiser e que com a sorte venha a coragem para sair da inércia e ir atrás dos seus sonhos, porque permanecendo parado ninguém consegue nada...

Um comentário:

Ana Beatriz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.