"Eu vi o tempo brincando ao redor do caminho daquele menino"...

sábado, 9 de abril de 2011

Sob vários pontos de mim...

Eu...
sou eu mesmo, mas apenas metade de mim, o lógico, o coerente, o natural, o racional...

Meu eu-lírico...
é minha outra metade, o oposto, o criativo, o passional, o indecifrável...

Como as pessoas me veem...
de forma embaraçada, muitos me conhecem, poucos sabem quem eu sou...

Como uma certa pessoa me vê...
sou eu mesmo, mas com um pouco mais de brilho, "ela me faz tão bem"...

Como me vejo depois dela...
de uma nova forma, diferente, reciclada, sob outro ponto de vista...

Como meu filhos me verão...sou eu mesmo, mas um pouco mais desgastado...

E toda essa ideia não partiu do meu eu-lírico e muito menos de mim mesmo, mas foi tudo pensado e criado por ela, AnaBea, a "Menina que cresceu, virou mulher, mas não perdeu a meninice". O tempo passará, nós hemos de mudar, mas o nosso amor para sempre ficará...

Um comentário:

Ana disse...

I love it baby!